top of page
  • Victor Alves

Tráfego para redes sociais X Google: qual é a melhor estratégia para o seu negócio?

Se você quer atrair mais visitantes para a sua marca, você precisa investir em tráfego. Mas qual é a melhor fonte de tráfego: redes sociais ou Google? Neste artigo, vamos explicar as principais diferenças entre essas duas opções, dar algumas recomendações de quanto investir em cada uma e mostrar quais são as plataformas mais utilizadas.


Tráfego para redes sociais


O tráfego para redes sociais é aquele que vem de plataformas como Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIn, TikTok, etc. Esse tipo de tráfego tem as seguintes características:


- É mais volátil, pois depende do algoritmo e do engajamento dos usuários nas redes sociais.

- É mais barato, pois você pode criar conteúdo orgânico ou pagar por anúncios com baixo custo por clique.


- É mais segmentado, pois você pode escolher o público-alvo com base em dados demográficos, interesses, comportamentos, etc.

- É mais interativo, pois você pode criar relacionamento com os seus seguidores, receber feedback, gerar provas sociais, etc.


Tráfego para Google


O tráfego para Google é aquele que vem de plataformas como Google Search, Google Ads, YouTube, etc. Esse tipo de tráfego tem as seguintes características:


- É mais estável, pois depende da relevância e da autoridade do seu site para os mecanismos de busca.

- É mais caro, pois você precisa investir em SEO (otimização para mecanismos de busca) ou pagar por anúncios com alto custo por clique.

- É mais qualificado, pois você pode atrair pessoas que estão buscando por soluções para os seus problemas ou necessidades.

- É mais conversivo, pois você pode levar os visitantes para o seu site, onde você pode oferecer o seu produto ou serviço, capturar leads, etc.


Quanto investir em cada um?

Não existe uma resposta única para essa pergunta, pois depende dos seus objetivos, do seu orçamento, do seu nicho, da sua concorrência, etc. No entanto, uma boa prática é diversificar as suas fontes de tráfego e não depender de apenas uma. Assim, você pode aproveitar as vantagens de cada uma e minimizar os riscos de perder tráfego por alguma mudança de algoritmo ou de mercado.


Uma sugestão é seguir a regra 80/20, ou seja, investir 80% do seu tempo e dinheiro no tráfego que traz mais resultados e 20% no tráfego que traz menos resultados, mas que pode ser uma oportunidade de crescimento. Por exemplo, se o seu tráfego para Google é mais efetivo, você pode investir 80% nele e 20% no tráfego para redes sociais, para testar novas plataformas, formatos, públicos, etc.


E aí? Gostou desse conteúdo? Compartilhe!

bottom of page